Apresentação

Inscrições antecipadas via site somente até dia 29 de novembro (terça-feira), às 14h. Após este horário, inscrições somente no local do evento, dia 01 de dezembro, a partir das 12h30min (pagamento em dinheiro ou cheque) - sujeito à disponibilidade de vagas.

 

Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas – OAB/RS

Em 09 de março de 2007, a OAB RS, através da aprovação em Assembléia de seu Conselho Seccional, cria a sua Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas (CEMPR), sendo esta a primeira seccional do Brasil a instituir oficialmente esta comissão e a iniciar discussões sobre o tema.

A partir de então, a CEMPR passou a realizar inúmeros eventos regionais, de âmbito nacional e internacional acerca do tema da mediação, da comunicação não-violenta, justiça restaurativa, e outros métodos alternativos de solução de conflitos.

Este projeto de evento surgiu a partir da preocupação da Ordem dos Advogados do Brasil Subseção do Rio Grande do Sul (OAB/RS) e da Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas (CEMPR) da OAB/RS com a dinâmica empresarial e social, em especial, voltados à reflexão sobre o acesso à justiça tendo como foco o contexto nacional e internacional.

A não judicialização do conflitos beneficia a sociedade e as empresas no sentido de preservar sua própria imagem, tendo em vista a confidencialidade existente nesses métodos. Ademais, a empresa passa a direcionar seus interesses às necessidades e particularidades de seus clientes, comprometendo-se com a qualidade de seus serviços. Demonstra-se assim, uma nova visão negocial e colaborativa.

Assim, a mediação, especificamente, amplia a possibilidade de acordos, reduz os custos, bem como o tempo do processo. Essas vantagens somadas com a fidelização do cliente e satisfação de todos envolvidos neste procedimento são temáticas relevantes a serem tratadas no presente evento.

Este projeto de evento pretende inaugurar uma dinâmica de interlocução em escala internacional e nacional, capaz de não somente dar a conhecer “a mediação como arte”, como também divulgá-la no âmbito empresarial, esclarecendo pontos relevantes e vantajosos na sua utilização ao invés de se valer dos intrumentos judiciais que costumam ser morosos e com altos custos para as partes.

  • Desenvolver um pólo regional de discussão e pesquisa sobre os meios alternativos de soluções de conflitos na esfera do Mercado Comum do Sul (Mercosul).
  • Difundir e conscientizar as empresas sobre as vantagens em utilizar a Mediação na resolução de seus conflitos internos e externos;
  • Reunir e promover intercâmbio entre especialistas reconhecidos, novos pesquisadores e simpatizantes ao tema da Mediação de conflitos e demais práticas restaurativas no âmbito nacional e internacional;
  • Refletir a respeito de experiências relacionadas à prática da Mediação e os resultados de sua inserção no novo Código de Processo Civil (CPC);
  • Debater, sob o ângulo multidisciplinar questões de relevo na atual conjuntura da Mediação e os impactos na sociedade;

O Mercado Comum do Sul (Mercosul) é um bloco econômico e um processo de integração regional composto inicialmente pelos países Argentina, Brasil, Paraguai,Uruguai, mais recentemente pela Venezuela e Bolívia, que está em processo de adesão. Foi criado pelo Tratado de Assunção, em 1991.  Fonte: http://www.mercosur.int - acesso em 1º de abril de 2015.

 

Coordenador Geral: Ricardo Cesar Correa Pires Dornelles – Presidente da Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas da OAB/RS e Vice-Presidente da Comissão de Mediação e Conciliação do Conselho Federal.

Coordenação: Casa de Mediação da OAB/RS e Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas da OAB/RS

Comissão Científica-Organizadora:
Carlos Artidório Allegretti
Clarisse Barcellos Lima
Herta Silva Grossi
Jose Luis Bolzan de Morais
Juliano Alves Lopes
Leonardo da Silva Garcia  
Pedro Augusto Rufino Rodrigues
Raffaella da Porciúncula Pallamolla

Informações: ELO Eventos (51) 33884944 atendimento@criandoelo.com.br

Divulgue e gerencie online cursos e eventos